FANDOM


Saulo Javan
1368067865.jpg
Personagem de Dublagem (MLP) Flutterguy
Voz cantante ou normal? Apenas cantante

Saulo Javan é uma das vozes cantantes de Flutterguy do episódio Filli Vanilli.

Biografia

Saulo Javan Iervolino, mais conhecido apenas como Saulo Javan, inicia seus estudos musicais e de canto com Carmo Barbosa. Atualmente estuda sob orientação de Marconi Araújo e aperfeiçoa repertório com Ricardo Ballestero.

Vence o XIX Concurso Nacional de Canto Heitor Villa-Lobos, da Cidade de Araçatuba, em 2002.

Participa das montagens de "Tremonisha" (Joplin); "A Rosa do Asfalto" (Laércio Resende); "O Homem dos Crocodilos" (Arrigo Barnabé); "O Franco Atirador" (Weber); "Don Giovanni" e "As Bodas de Figaro" (Mozart); "L’Elisir d’Amore" (Donizetti); "Alcina" (Häendel), em primeira apresentação nacional.

Também participa do elenco do musical "O Fantasma da Ópera", em São Paulo.

No XXIII Festival de Musica de Curitiba, foi Salieri na ópera "Mozart & Salieri", de Rimsky-Korsakov.

Atua em "Don Bartolo" no espetáculo “As Travessuras do Barbeiro”, com direção cênica de Isabel Batista e direção musical de Marconi Araújo, baseado na ópera "O Barbeiro de Sevilha", de Gioachino Rossini.

Interpreta Escamillo no espetáculo "La Tragedie de Carmen", adaptação de Constant, Carrière e Peter Brook sobre a ópera "Carmen", de Bizet, com a Orquestra de Câmara da USP sob direção musical de Ricardo Ballestero e direção cênica de Robert de Simone, da Butler Opera Center (Universidade do Texas).

Participa da ópera "Salomé", de Richard Strauss, na Sala São Paulo, sob a regência de John Neschling; Simone em "Gianni Schicchi", de Puccini, no Theatro São Pedro, sob a regência de Emiliano Patarra e direção cênica de William Pereira.

Em novembro de 2008, canta a "Petite Messe Solennelle", de Rossini, sob a regência de Naomi Munakata, na Sala São Paulo. Em agosto de 2009 é Dulcamara no "L'Elisir d'Amore", de Donizetti, sob regência de Sergio Oliva (Italia), no Theatro Carlos Gomes, no estado do Espirito Santo. Em novembro de 2009, foi Don Bartolo em "Il Barbiere di Siviglia", sob regência de Emiliano Patarra, no Theatro São Pedro, em São Paulo.

Apresenta em primeira récita nacional a Ópera "Dulcinéia e Trancoso", música de Eli-Eri e libreto de W. J. Solha, no papel de Bozo, em Recife – XII Festival Virtuosi.

Em 2010, em Aracaju, sob a regência de Guilherme Manis, canta o Concerto Inaugural da Orquestra do Theatro São Pedro sob a regência de Roberto Duarte obras de Carlos Gomes.

Faz turnê por diversos estados brasileiros com a Cia. Brasileira de Ópera, sob direção musical do maestro John Neschling, onde apresenta a ópera "O Barbeiro de Sevilha", no papel de Don Bartolo.

Em agosto de 2010, faz o papel título da ópera "Don Pasquale", no Theatro São Pedro de São Paulo, sob direção cênica de Enzo Dara, e em dezembro de 2010 faz o Barão Zeta na opereta "A Viúva Alegre", de Franz Lehar, no Theatro São Pedro de São Paulo.

Em 2012, apresenta-se com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), sob a regência de Isaac Karabtchevsky, na Sinfonia X, de Villa-Lobos, obra que será gravará com a Osesp em 2013. Também interpreta Padre José na ópera "Magdalena" (Villa-Lobos), abrindo a temporada oficial do Theatro Municipal de São Paulo.

Como ator, atua sob a direção de Myriam Muniz nos espetáculos: "Fragmentos", de Nelson Rodrigues, "Almanaque Bananére" e "Pindorama Holiday", em co-direção de Roney Facchini.

É diretor musical do Grupo All Music, regente e professor de técnica vocal, desenvolve workshops e performances vocais com grandes empresas no Brasil e exterior.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória